Compromisso sendo cumprido: famílias que viviam isoladas entre Januária e Chapada Gaúcha recebem energia elétrica

Para cerca de 100 famílias que vivem praticamente isoladas num pedaço do Norte de Minas, ver a casa iluminada, usar eletrodomésticos, assistir televisão e beber água gelada parecia apenas um sonho. Em junho do ano passado, o deputado estadual Paulo Guedes presenciou esse drama nas comunidades rurais de Angical, Patos, Jardins, Cajueiro e Retiro dos Bois, que ficam a cerca de 170 km do município sede, Januária, e a 80 km da cidade mais próxima, Chapada Gaúcha.

Ao se deparar com aquela realidade, o deputado gravou um vídeo e enviou ao governador Fernando Pimentel e à presidenta do Servas e primeira-dama, Carolina Pimentel. Duas semanas depois, a Cemig foi autorizada a iniciar a instalação da luz elétrica nas comunidades.

Nessa terça-feira (15/8/17), o deputado Paulo Guedes esteve na região para a entrega das primeiras instalações. Junto com a energia, também foram entregues às famílias mais carentes 30 geladeiras adquiridas por meio do Programa de Eficiência Energética da Cemig.

Participaram da reunião o prefeito de Januária, Marcelo Felix; o ex-prefeito de Chapada Gaúcha José Raimundo (#Mundinho); os vereadores João Paulo Barbosa (Paulinho do Opção) e Ney de Várzea Bonita, os ex-vereadores Walter e Clóvis, e várias outras lideranças da região.

“Esta é a primeira etapa de entregas. O governador Fernando Pimentel pediu agilidade na realização dessas obras e a Cemig continua trabalhando para que 100% das moradias sejam energizadas o mais rapidamente possível”, disse Paulo Guedes ao relatar o que viu e sentiu quando visitou as comunidades. “Conheci crianças, jovens e até adultos que nunca viram a luz elétrica. Vi nos olhos de homens e mulheres idosos a esperança da realização do maior sonho da vida deles. Agora, ao retornar a essas comunidades, novamente me emocionei com os relatos da chegada da energia elétrica”, disse.

O deputado lembrou que, graças ao Programa Luz para Todos, executado durante os governos dos presidentes Lula e Dilma, o percentual de domicilios rurais com energia elétrica evoluiu de 78% para 95% em Minas Gerais. “Isso é muito significativo, foram centenas de milhares de vidas transformadas por um programa que promoveu, de fato, a inclusão social e que agora ganha um novo reforço”, disse ao ressaltar a importância do Programa de Eletrificação Rural lançado pelo Governo de Minas Gerais no ano passado e que pretende universalizar o acesso à energia elétrica no Estado.

A iniciativa vai beneficiar cerca de 50 mil famílias mineiras que ainda vivem no escuro. Ao todo, serão 15 mil km de rede construída em 774 municípios atendidos e um investimento de 800 milhões de reais. Desse total, 12.500 ligações serão feitas nas regiões Norte e Nordeste do Estado. As comunidades de Angical, Patos, Jardins, Cajueiro e Retiro dos Bois, entre Januária e Chapada Gaúcha, estão entre as primeiras contempladas pelo programa.

Sharing is caring!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *