Reforço na Saúde: SAMU Macro Norte recebe mais cinco ambulâncias de Suporte Avançado

Deputado Paulo Guedes, que levou a reivindicação ao Ministério da Saúde, comemora portaria que autoriza ampliação dos serviços do SAMU no Norte de Minas

O Deputado estadual Paulo Guedes, que esteve no dia 23 de fevereiro deste ano reunido com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, para reivindicar a ampliação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU Macro Norte, comemorou a autorização de repasse no valor de R$ 1,7 milhão, do Fundo Nacional de Saúde, para aquisição de ambulâncias de Suporte Avançado a municípios do Norte e Nordeste de Minas Gerais. A publicação no Diário Oficial da União, na quarta-feira (27), contempla as cidades de Bocaiúva, Francisco Sá, Manga, Monte Azul e Salinas, que receberão, cada uma, R$ 250 mil para a aquisição de uma ambulância do tipo Unidade de Suporte Avançado (USA). Os municípios de Araçuaí e Teófilo Otoni também vão receber os recursos.

As novas ambulâncias, segundo a Portaria, são unidades de suporte avançado de vida, destinadas ao atendimento pré-hospitalar móvel na área de urgência e emergência, que deve contar com os equipamentos médicos e insumos necessários para esta função e ser tripulada por, no mínimo, três profissionais, sendo um condutor de veículo de urgência, um enfermeiro e um médico. As USAs dispõem de equipamentos como monitor multiparâmetros, ventiladores mecânicos, bombas de infusão e medicações específicas como trombolíticos (essenciais em pacientes com infarto agudo do miocárdio), entre outros.

Segundo o Deputado Paulo Guedes, a reivindicando da ampliação do SAMU na região visa a melhorar os serviços prestados à população. “Esta importante conquista vem somar aos avanços importantes que tivemos recentemente no SAMU, como a aquisição de 26 novas ambulâncias e a autorização pelo governador Fernando Pimentel para que a região disponha de um helicóptero para um melhor suporte nos atendimentos de urgência e emergência. O Samu Macro Norte presta um atendimento essencial à população e precisa muito deste apoio, principalmente por termos uma região muito extensa geograficamente e os principais atendimentos de média e alta complexidade ainda estarem concentrados nas cidades maiores”, disse Paulo Guedes ao lembrar de um outro pedido também já feito ao Ministério da Saúde, de que seja criada uma nova base em cada uma das 11 cidades da região que ainda não contam com o serviço.

Sharing is caring!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *