São Francisco vai sediar audiência pública sobre revitalização

Paulo Guedes CipeReunião programada para o próximo dia 6 é a terceira de uma série realizada pela Cipe São Francisco, requerida pelo deputado Paulo Guedes, para discutir também o retorno da hidrovia.
    
O município de São Francisco, no Norte de Minas, vai sediar no dia 6/6/14 audiência pública da Comissão Interestadual Parlamentar de Estudos para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (Cipe São Francisco). Será a terceira reunião de um total de cinco que estão sendo realizadas com o objetivo de discutir a revitalização do “Velho Chico” e a retomada das obras da hidrovia. A audiência será às 9 horas, no Centro Cultural Católico (Avenida Presidente Juscelino, 1269 – Centro).
    
O pedido para as reuniões é do presidente da Cipe São Francisco, deputado Paulo Guedes (PT). Segundo ele, o Programa de Revitalização da Bacia do Rio São Francisco inclui obras de recuperação, conservação e preservação ambiental. O parlamentar reconhece que houve avanços como a construção de redes de esgoto nos municípios que são atravessados pelo rio, mas que a situação do leito ainda é preocupante. “O Norte de Minas está sendo cada vez mais castigado com os efeitos da falta de chuvas, por isso precisamos cuidar desse nosso importante patrimônio, que é o Velho Chico”, declarou Paulo Guedes ao afirmar que “é cada vez mais urgente agilizar as ações do programa de revitalização”.
    
Segundo o deputado, esta série de audiências tem também o objetivo de mobilizar a população da região para cobrar dos órgãos competentes a retomada das obras da hidrovia do Rio São Francisco. Paulo Guedes lembrou que na primeira reunião, realizada em Pirapora, no dia 3 de abril, gestores públicos afirmaram que a consolidação da hidrovia é viável e que já existem, inclusive, levantamentos das potencialidades de transporte por meio do Rio São Francisco.
    
Naquela audiência, o representante da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Sidenísio Oliveira, declarou que já foram empregados R$ 100 milhões nas ações de revitalização: “Temos 30% dessas ações já implementadas; dos 64 municípios que serão beneficiados com obras de esgotamento sanitário, em 30 deles os trabalhos já foram iniciados”, garantiu.     
    
Oliveira também afirmou que a Codevasf está em fase de licitação para obras em 21 trechos com a finalidade de desassorear o Rio São Francisco. O analista do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Pedro Murga, acrescentou que a Codevasf já está realizando procedimentos de dragagem, que consistem em retirar do fundo do rio areia, entulho e demais dejetos que lá se encontram.
    
Já o tenente Albino, representante da Capitania Fluvial do São Francisco, explicou que o trecho navegável do rio começa em Pirapora. Segundo ele, o objetivo da Marinha é ampliar a fiscalização das embarcações e de obras, com a finalidade de assegurar que as atividades sejam realizadas de forma a não comprometer ainda mais o leito do rio.

As audiências

As primeiras audiências da série foram realizadas nos municípios de Pirapora e Arinos. Outras duas estão agendas: no dia 26/6 em Januária, e no dia 30/6 em Manga. De acordo com Paulo Guedes, serão realizadas reuniões também nos demais estados banhados pelo Rio São Francisco: Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe.

 

Sharing is caring!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *