A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) irá a Januária, Norte de Minas, nesta terça-feira (3/9/13), para analisar denúncias de assédio moral e sexual sofrido por servidores da Superintendência Regional de Ensino – SRE da cidade. As violações estariam sendo cometidas pelo superintendente do órgão, Albert Willians Próbio Monção, conforme documentos já apresentados pelo deputado Paulo Guedes (PT), autor do requerimento para a audiência pública.

O problema foi levado ao Plenário e à Comissão de Direitos Humanos da ALMG em março deste ano, quando o deputado Paulo Guedes recebeu  uma série de denúncias contra o superintendente Albert Willians. Entre as violações cometidas pelo servidor estariam agressão física a alunos, desacato à autoridade,  dirigir bêbado, assédio moral e até assédio sexual. Nos boletins de ocorrência, cujas cópias foram entregues ao deputado, constam prisão em flagrante e brigas com policiais. 

Entre as centenas de documentos que comprovam as denúncias, Paulo Guedes recebeu, ainda, um abaixo-assinado de servidores pedindo a apuração do caso. “Os abusos cometidos pelo superintendente Albert Willians revoltaram a população de Januária e eu, como parlamentar votado e majoritário na cidade, não posso me calar diante de denúncias tão graves. Todos os documentos que recebemos estão assinados pelas vítimas, além de relatos verbais de perseguição a servidores”, disse o deputado.

A Superintendência Regional de Ensino abrange 19 municípios do Norte de Minas. “A Educação precisa ser levada a sério. É por meio dela que formamos cidadãos responsáveis e íntegros. Não podemos aceitar que pessoas sem nenhuma conduta ética comandem a educação dos nossos jovens”, declarou o deputado.

A audiência pública será às 14 horas, no Auditório da Faculdade Unimontes (Rua do Sertanejo, 212 – no Centro), e contará com a presença de autoridades municipais e estaduais , além de representantes do Judiciário, Ministério Público e dos servidores da SRE.